19 de Abril de 2018
|55| 3744.4061
CONECTADOS 24 HORAS
10 de Julho de 2017
Conectados quase que 24 horas por dia e aproveitando as facilidades das novas tecnologias, é necessário que usuários e empresas avaliem os riscos que elas oferecem para a saúde física e mental dos colaboradores.
A fila do banco, da loja, do restaurante. O rádio, a televisão, o computador, a câmera fotográfica e até mesmo a roda de amigos. Consegue imaginar um único substituto para todos estes objetos e situações tão distintas? Os smartphones comercializados atualmente fazem isso e muito mais. De repente, um mundo de possibilidades está a apenas a um click ou aplicativo de distância. Híbridos do celular e do computador, os smartphones englobam algumas das principais tecnologias de comunicação, além de possuírem aplicativos que auxiliam o usuário nas tarefas mais inusitadas, deixando, muitas vezes, a capacidade de realizar e receber chamadas em segundo plano.
 
Toda essa inovação traz novos desafios. Não é difícil encontrar pedestres ocupados demais com o celular para olhar para a rua enquanto a atravessam ou, até mesmo, motoristas que trocam mensagens ou fazem ligações enquanto dirigem. Um agravanteé que essas práticas têm sido trazidas para dentro do ambiente laboral. Ocupando um espaço considerável no dia a dia das pessoas, os smartphones chegaram também ao meio ambiente de trabalho. Mas e a sua contribuição para as atividades desenvolvidas tem sido positiva ou negativa? Será que o seu uso tem afetado a saúde e a segurança dos trabalhadores de alguma forma? O assunto ainda é novo, mas as repercussões já são notáveis, tanto para o bem quanto para o mal.
Fonte: Revista Proteção
FOTOS
COMENTÁRIOS