28 de Setembro de 2021
|55| 3744.4061
Um em cada seis profissionais de saúde apresenta sinais de Burnout
22 de Março de 2021
Ao menos um em cada seis profissionais de saúde apresenta sinais de burnout, de acordo com estudo realizado por pesquisadores do Instituto D´Or de Pesquisa e Ensino (IDOR).
          A Síndrome de Burnout significa esgotamento e é definido como um distúrbio psíquico de estresse físico e mental crônico relacionado a condições de trabalho desgastantes. Entre os sintomas da chamada Síndrome de Burnout estão exaustão, sentimento de ineficácia e de falta de realização pessoal e profissional.
            A  pesquisa foi realiza com 715 profissionais de saúde, médicos, enfermeiras, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas. Todos eles trabalham em unidades de terapia intensiva (UTIs) por pelo menos 20 horas semanais.
           O estudo mostra ainda que muitos profissionais apresentam sintomas de ansiedade e depressão, que podem ou não estar associados ao burnout. De acordo com o psicólogo e pesquisador do IDOR, Ronald Fischer, na pesquisa, um dos principais indicativos de burnout referia-se ao sentimento de esgotamento no trabalho. Segundo a pesquisa, a Síndrome de Burnout tem sido associada a um aumento de erros médicos e de custos para os profissionais de saúde além de desfechos adversos, de longo prazo, para a saúde.
       Os profissionais que trabalham em UTIs estão particularmente mais expostos a situações de alto estresse e burnout, o que, potencialmente, traz consequências dramáticas para a saúde e o tratamento de pacientes. De acordo com definição do Ministério da Saúde, transtornos de ansiedade são doenças relacionadas ao funcionamento do corpo e às experiências de vida, podendo causar sensações extremamente desconfortáveis.
           O uso de medicamentos e terapias são eficientes para casos de depressão e ansiedade, segundo Fischer, os casos de burnout mostram a necessidade de se realizar mudanças no ambiente de trabalho.  Condições de sobrecarga de trabalho, rotinas corridas, pressão por resultados e entregas, conflitos emocionais dentro da equipe podem gerar quadros de burnout.
Fonte: Revista Proteção
FOTOS
COMENTÁRIOS